Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

17/12/18

O Tatuador de Auschwitz

O Tatuador.jpg

Esta é a história assombrosa do tatuador de Auschwitz e da mulher que conquistou o seu coração - um dos episódios mais extraordinários e inesquecíveis do Holocausto.

Em 1942, Lale Sokolov chega a Auschwitz-Birkenau. Ali é incumbido da tarefa de tatuar os prisioneiros marcados para sobreviver - gravando uma sequência de números no braço de outras vítimas como ele - com uma tinta indelével. Era assim o processo de criação daquele que veio a tornar -se um dos símbolos mais poderosos do Holocausto.
À espera na fila pela sua vez de ser tatuada, aterrorizada e a tremer, encontra-se Gita. Para Lale, um sedutor, foi amor à primeira vista. Ele está determinado não só a lutar pela sua própria sobrevivência mas também pela desta jovem.

Um romance baseado em entrevistas que Heather Morris fez ao longo de diversos anos a Ludwig (Lale) Sokolov, vítima do Holocausto e tatuador em Auschwitz-Birkenau. Uma história de amor e sobrevivência no meio dos horrores de um campo de concentração, que agradará a um vasto universo de leitores, em especial aos que leram A Lista de Schindler e O Rapaz do Pijama às Riscas, e que nos mostra de forma pungente e emocionante como o melhor da natureza humana se revela por vezes nas mais terríveis circunstâncias.

 

Acabei de ler este livro e houve detalhes que me pareceram estranhos. Aqui ficam alguns :

" - Que línguas falas ?

- Eslovaco, alemão, russo, francês, húngaro e um pouco de polaco. "

Não acham estranho alguém, de origens humildes, nos anos 40 do século passado saber tantas línguas ? Este diálogo teve lugar quando ele chegou a Auschwitz, por isso não podia ter aprendido nenhuma lingua, ou línguas, com outros prisioneiros.

 

" E chega a manhã de domingo...Lale sabe que este é o dia que os prisioneiros têm para dormir..."

Os prisioneiros de Auschwitz tinham o domingo de folga ?

 

" Hoje, ao regressar ao bloco, depara com crianças a correr ali fora, estão a brincar à apanhada.

...

Lale mostra o seu quarto aos que agora dividem o bloco consigo e diz-lhes, no seu tom mais severo, que jamais deverão entrar ali. Sabe que eles o entenderam, mas será que vão respeitar a ordem ? Só o tempo o dirá. Pondera o seu conhecimento limitado da cultura cigana e pergunta-se se deverá arranjar outro esconderijo para o que tem debaixo do colchão.."

Pelo que o livro conta, nunca mexeram em nada. Crianças, sem brinquedos, não vão explorar em mexer em tudo e mais alguma coisa ? Sei...

 

"- O Mengele...Foi ele ?

(...)

- Ele cortou-me os tomates, Lale - diz a voz firme e sem hesitar. - Não sei porquê..."

O Mengele era chanfrado, mas nunca tinha ouvido dizer que fizesse algum procedimento médico sem um motivo.

 

Em relação ao holocausto, tal como em relação a outros barbáries, há de tudo : histórias verdadeiras, histórias falsas e histórias com um fundo de verdade e algumas mentiras à mistura...

publicado às 08:44

22 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.