Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

13/07/18

Resistência

IMG_20180630_120913_1CS.jpg

Aquela pequena flor é mesmo o símbolo da minha luta. Pode ser pequena, pode estar em condições adversas, mas não deixa de florescer.

Já acabei a radioterapia. A oncologista achou que a minha pele estava muito bem para quem acabou a radioterapia há, apenas, umas semanas.

Os exames mostravam que eu tinha 3 tumores, mas depois de me retirarem tudo foi para análise e eram 7 tumores. Será que apareceram depois dos exames, ou já lá estavam e os exames não conseguiam detetar ?

Devido à radioterapia, não posso fazer já a reconstrução da mama. Em todo o caso, fui aconselhada a adiar porque o cancro pode reaparecer.

Para a semana, vou retirar alguns sinais que tenho no sítio da amputação. A dermatologista ( sim, foi-me atribuída uma médica ) achou prudente retirar aqueles sinais, visto poderem degenerar.

Sinto-me sempre cansada, tirando isso estou bem.

publicado às 07:30
12/07/18

O Dia Em Que Quase Fui Lapidada

Em 1998 fui trabalhar para a Musgueira que, para quem não sabe, era um dos piores bairros da capital. Era um bairro de barracas, daquelas mesmo de lata e algumas casas de cimento. Entretanto, demoliram tudo isso e construiram bairros sociais, onde realojaram os moradores, e mudaram-lhe o nome para Alta de Lisboa.

Escolhi ir para lá trabalhar porque ficava perto da casa dos meus pais, no Lumiar.

Todos os dias eu apanhava o autocarro para a Musgueira, que ficava a duas paragens de distância. Para minha surpresa, muita gente apanhava aquele autocarro que ia cheio.

Certa vez, o motorista não deixou entrar dois toxicodependentes que queriam viajar sem pagar bilhete. Eu ia sentada num lugar perto da janela, e vi um dos drogados à procura de uma pedra. Logo por azar, havia várias pedras do passeio soltas. Levar com uma pedra da calçada não deve ser agradável, mas havia outras maiores, daquelas que contornam as árvores, também soltas. Vi o drogado pegar numa dessas e entrei em pânico. Não vi mais nada porque cobri a cabeça com a mala. Era a única coisa que eu podia fazer ! Infelizmente, estava calor e eu estava de manga curta, sem casaco que me podesse proteger dos milhares de vidros minúsculos, assim que o meliante atirasse o pedregulho.

Quando passamos por uma situação desagradável, como esta, o tempo não flui da mesma maneira. Parece que não passa. Para piorar a situação, o semáforo estava vermelho e o autocarro ficou ali preso.

Ouvi o ruído da pedra a bater em alguém que protestou contra o motorista. O que aconteceu foi que o drogado não teve força para pegar numa das pedras maiores, pegou numa mais pequena e atirou-a pela porta traseira que estava aberta. Só acertou numa pessoa.

No meu entender, o motorista agiu corretamente porque ninguém tem o direito de viajar de borla. Quanto ao drogado, foi tão burro que não percebeu que se tivesse atirado a pedra aos vidros causava mais estragos. Sorte a minha !

IMG_20180708_141810_4CS.jpg

publicado às 09:52
11/07/18

Gelado de Frutos do Bosque

IMG_20180701_120037_2CS.jpg

Foi a guloseima do fim de semana passado, cá em casa.

Ingredientes

  • 500 g de frutos vermelhos congelados
  • 250 g de iogurte natural
  • 1 lata de leite condensado
  • 400 ml de natas

Preparação

Triture os frutos.

Bata as natas até ficarem firmes, adicione-lhes o iogurte, o puré de frutos e o leite condensado e deite numa forma, previamente passada por água fria. Leve ao congelador de um dia para o outro ou durante, pelo menos, 6 horas.

Retire a sobremesa do frio, aguarde uns minutos, passe uma faca entre a forma e o gelado e desenforme. Sirva de seguida.

publicado às 08:45
09/07/18

A Sopa

Sou muito esquisita com a comida. Não gosto de ossos, nem de espinhas, nem de peles, nem de gordura. Gosto de algumas sopas, mas sopa com bocadões de couve é coisa que detesto.

Certa vez, teria eu uns 6 ou 7 anos e jantei em casa de uma senhora amiga da minha família. Era uma pessoa que vivia bem, por isso tinha uma criada.

O jantar começou por uma dessas maravilhosas sopas de couve . Eu comi porque, na altura, estava habituada e se fosse agora não comia, mas como o meu pai não estava lá para me meter na ordem, resolvi gozar um bocado :

- A sopa é feita de bico de pato e de patas de galinha - disse.

- Não gosta ? - perguntou a criada muito triste.

- Gosto - respondi com pena da velhota.

Eu era brincalhona, mas não era má, por isso lá comi o raio da sopa sem me queixar.

IMG_20180704_174236_1CS.jpg

publicado às 08:15
04/07/18

São Servidos ?

Quando eu era criança costumava fazer piqueniques com os meus pais.

A minha mãe fazia uma salada de alface e tomate, passávamos por Azeitão, onde comprávamos um frango assado e batatas fritas, e íamos à serra da Arrábida.

Uma das vezes, apareceu outra família também para fazer um piquenique, no mesmo local que nós, e o meu pai por educação perguntou :

- São servidos ?

Fartei-me de rir porque já só sobravam ossos. Durante uns tempos, sempre que me lembrava daquilo, perguntava :

- São servidos de ossos ?

IMG_20180210_174832_2CS.jpg

publicado às 09:53
03/07/18

De Repente Inteligente

Ontem, vinha noticiado, aqui no Sapo, que o ex. Presidente Cavaco Silva afirmou "Portugal não precisa de mais autoestradas. Portugal não precisa de mais pavilhões gimnodesportivos. Portugal não precisa de mais campos de futebol. Portugal precisa de mais crianças".

Há décadas que o Cavaco é político e as poucas frases inteligentes que disse foram frases feitas, que outros políticos tinham dito antes dele, nomeadamente : "Votar é um direito e um dever cívico", e agora sai-se com esta declaração tão inteligente.

A frase não parece nada da autoria dele...

IMG_20180210_174601_2CS.jpg

publicado às 08:58

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.