Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

Nota Dissonante

Se a vida te der limões faz uma limonada.

16/01/18

O Oficial e o Espião

O Oficial e o Espião.jpg

Sinopse

Este romance baseia-se, tão ao gosto do autor, num caso histórico que ficou como exemplo de injustiça, corrupção e preconceito e em que se envolveram muitas outras personalidades históricas bem conhecidas. Trata-se do drama cuja personalidade central foi Alfred Dreyfus, acusado de ter vendido informações aos serviços secretos alemães, que foi condenado e deportado para Ilha do Diabo, na Guiana Francesa. Robert Harris narra-o na primeira pessoa, pela voz de um oficial de nome Picquart, uma figura discreta na vida real, mas que aqui se transforma na figura principal. Este personagem vem a descobrir a inocência de Dreyfus e persiste em repor a verdade dos factos, sofrendo com isso pesadas consequências.
O Oficial e o Espião pode ser lido como um magnífico thriller histórico que recria de modo convincente um dos mais famosos casos de corrupção judicial.

 

Ando a ler este livro e estou a adorar. Faz lembrar as histórias de espionagem do Ken Follett. Aliás, nem sei como o Ken Follett não pegou neste caso verídico e o transformou em livro, como costuma fazer.

publicado às 09:24
11/01/18

Era Demasiado Fácil

TALVEZ

Recentemente, ouvi na televisão um cirurgião plástico dizer que atualmente já se faz a reconstrução da mama na mesma operação em que a mesma é amputada. No entanto, como estou a tratar-me num hospital público, duvidei que estivessem tão avançados.

SIM

Na segunda-feira tive uma consulta com a médica que me vai operar e ela perguntou-me :

- Quer fazer já a reconstrução ou deixa para depois ?

- É possível fazer a reconstrução no mesmo procedimento ?

- Sim, claro. É uma questão de combinarmos com o cirurgião plástico.

- Nesse caso, quero. Mas vão-me tirar pele de outra parte do corpo para colocar ali ?

- Não, em princípio não.

Claro que fiquei feliz da vida, mas como sempre ouvi dizer que são necessárias 3 cirurgias para reconstruir a mama, esperei pela consulta com o cirurgião para lançar foguetes.

NÂO

Claro que não podia ser assim tão simples.

Nesta operação vão amputar-me a mama e colocar um extensor, ou seja, um objeto qualquer que faz a pele esticar. Depois tenho que ir, de vez em quando, ao hospital para aumentarem o volume daquilo. O objetivo é formar pele suficiente para poderem colocar um implante.

Quando houver pele suficiente colocam o implante, ou seja, sou operada de novo. Ah, e pode acontecer terem de usar pele de outra parte do corpo. Se a pele ficar em mau estado após a radioterapia, não escapo a isso.

É suposto ainda haver uma terceira operação para dar uns retoques.

publicado às 18:21
08/01/18

A Primeira Dama

Já repararam que não temos Primeira Dama ?

O Professor Marcelo Rebelo de Sousa é casado, mas está separado da mulher há muitos anos. Como é católico não se divorcia.

Em termos práticos, a Primeira Dama não existe, por isso, sugiro que o nosso Presidente tenha algumas roupas de mulher e que faça como o Super Homem, ou seja, troca de roupa e aparece para fazer o papel da própria esposa.

Maria Cavaco Silva.jpg

Quem é que tem sempre boas ideias, quem é ?

publicado às 13:01
06/01/18

Bolo Battenberg

Apeteceu-me começar o ano com um bolo histórico.

O  bolo Battenberg  foi feito, pela primeira vez, para celebrar o casamento da Princesa Victoria, neta da Rainha Victoria de Inglaterra, com o Príncipe Louis de Battenberg.

IMG_20161216_134251_1CS.jpg

Creio que costumam usar doce de damasco para unir as várias partes do bolo, mas eu usei doce de morango. O bolo é suposto ter duas cores, mas achei que devia dar-lhe também sabores diferentes.

Aqui fica a receita.

Bolo Battenberg

Ingredientes x 2:

 175 g de manteiga sem sal, amolecida

 175 g de açúcar amarelo

 3 ovos médios

 175 g de farinha de trigo c/ fermento

 e :

  corante alimentar verde

  corante alimentar rosa

  aroma de amêndoa

  aroma de morango

 

Para a cobertura :

 açúcar em pó 

 400 g de massapão (usei de compra)

 doce de morango q.b.

 

Preparação:

1 - Pré-aqueça o forno.

Unte duas formas rectangulares com 10cm de largura, tipo bolo inglês, com manteiga e forre com papel vegetal ;

 

Numa tigela coloque a manteiga e o açúcar e bata  até obter uma mistura  homogénea.

Sem deixar de bater junte os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição. Adicione a farinha e bata mais um pouco.

 

2- Adicione corante alimentar verde e aroma de amêndoa a um dos preparados e corante alimentar rosa e aroma de morango a outro ;

 

3- Verta as massas nas formas reservada e alise a superfície com uma espátula.

 

4- Leve as formas ao forno durante cerca de 30-35 minutos. Faça o teste do palito antes de retirar os bolos do forno. Retire as formas do forno e deixe arrefecer por completo.

 

5 - Polvilhe uma bancada com açúcar em pó e com o rolo da massa estenda o massapão de forma a obter um rectângulo com cerca de 35cm x 25cm e uma espessura de 3mm. Reserve.

 

6- Desenforme os bolos e corte cada um deles em dois, no sentido longitudinal por forma a obter quatro rectângulos de iguais dimensões. Aqueça ligeiramente a compota de morango e pincele com ela os quatro rectângulos de bolo. Sobreponha-os para que colem entre si e por forma a formar um padrão tipo xadrez.

 

7- Pincele o massapão com compota de morango e envolva com ele os quatro rectângulos de bolo. Com uma faca bem afiada apare os excessos de massapão, assim como as extremidades do bolo.

IMG_20161216_134343_1CS.jpg

 No fim enfeitei com rosas de açúcar.

IMG_20161216_165022_1CS.jpg

publicado às 16:11
04/01/18

Pet Rock

pet-rock.jpg

Só os norte-americanos para venderem algo sem sentido, e só eles para comprarem uma coisa tão parva.

Em meados dos anos 70, alguém se lembrou de vender uma simples pedra de uma praia mexicana como animal de estimação, por 3,95 dólares. O estranho é que conseguiram vender milhares delas.

O homem que teve essa ideia ficou milionário em pouco tempo.

publicado às 14:10

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.